2 March 2015

Rye and treacle quick bread with whipped homemade butter / Pão rápido de centeio e treacle, com manteiga caseira.


Bread might the thing I love the most. Either baking it or eating it, it really is one of the things that brings more childhood memories into my mind.
Each time I bake bread, I remember that time, when I was at secondary school and my mum and I, we had to walk to the bus stop. Everyday, on our way, there was a van selling freshly baked bread and my mum would buy me a fresh warm roll every day and I remember, like if it was today, that feeling of eating it plain, without butter or anything else and it was the most delightful thing and moment of the day.
As soon as I got this new Rachel Khoo's cook book, this recipe was the first that I marked to try (this book is so good that it is totally marked with post its).
At first I thought of making the bread but not making the butter, because I thought the butter could go wrong but then I thought that I would give a go to the butter too.
That was my first time making homemade butter and it was glorious, I looked like a kid at a candy shop, watching the mixer running and observing the transformation of the cream into butter with joy and happiness.
I don't have to tell you that from know on, I'll be making butter more often right?


ingredients for the butter:
500ml double cream
2 pinches of salt
3 tbsp chives, finely chopped
method:
Whisk the double cram on a high speed in a mixer with whisk attachment for around 5 minutes, or until it separates to butter solids and buttermilk.
Drain off the buttermilk and set aside.
Continue beating the remaining butter until soft and fluffy, adding the salt and chives.
ingredients for the bread:
125g plain flour
125g rye or wholemeal flour
1 tsp bicarbonate of soda
1 tbsp brown sugar
1 tsp ground sea salt flakes
40 to 70ml plain yoghurt
75g treacle
1 tbsp rolled oats
method:
Preheat the oven to 180ºC. Grease a 450g loaf tin and coat it with flour.
Mix together the flours, bicarbonate, sugar and salt in a large bowl.
Make a well in the centre.
Measure out the buttermilk from the butter and add enough yoghurt to bring the weight up to 200g.
Pour the buttermilk mixture into the centre of the dry ingredients and mix together.
Add the treacle and mix until everything is incorporated. Don't over mix.
Put the mixture into the prepared tin and level the top.
Sprinkle with the oats and bake for 30 minutes or until a skewer inserted in the middle of the bread comes out clean.
Leave to cool for 5 minutes inside the tin before transferring onto a wire rack.
Cover with a damp tea towel while cooling.
Serve with the butter.
Note: If you don't want to make the butter, replace the buttermilk and yoghurt with a combination of 100ml whole milk and 100g plain yoghurt.
__________________

Pão deve ser das coisas que mais adoro.
Fazê-lo ou comê-lo, é algo que me satisfaz imenso e que sempre me traz memórias felizes.
Sempre que estou a fazer pão, acho eu que é pelo cheirinho do pão quente a cozer do forno, vem-me sempre à memória um episódio de quando era adolescente.
Andava eu no ciclo e ia sempre com a minha mãe de manhã. Ela para o trabalho e eu para a escola. Para apanharmos a camioneta, tínhamos de fazer uma caminhada até à paragem da mesma e no percurso dessa caminhada, havia diariamente uma carrinha a vender pão quentinho e todos os dias a minha mãe me comprava uma carcaça quentinha na bendita carrinha, que eu ia a comer o resto do caminho e que, ainda hoje me lembro, me sabia pela vida.
Sem manteiga, ou qualquer outro condimento, só o pão, por si só, quente e fresco.
Posso garantir-vos ainda hoje, que esse momento era o auge do dia, naquela época claro, e pelo qual ansiava todas as manhãs.
Assim que recebi este novo livro da Rachel Khoo, este pão foi a primeira receita a ser marcada para testar (e garanto-vos que há muitas mais, pois o livro é magnífico e está carregado de post its).
Primeiro pensei em fazer o pão sem a manteiga, pois nunca tinha feito manteiga e tinha receio que não corresse lá muito bem, mas depois pensei: Não! Vou fazer a manteiga também e nada se perde. Se correr mal correu.
Bom, escusado será dizer que correu lindamente e que fiquei fascinada.
Parecia uma criança numa loja de doces, a olhar para a batedeira e a observar o mágico processo de transformação das natas em manteiga.
Foi a primeira vez que fiz manteiga caseira e a partir de agora, garanto-vos que a farei muitas mais vezes.


ingredientes para a manteiga:
500ml natas para bater
2 pitadas de sal
3 colheres copa de cebolinho, finamente picado
preparação:
Com a batedeira eléctrica equipada com o balão e à velocidade máxima, bater as natas por cerca de 5 minutos, ou até os sólidos se separarem do líquido.
Escorrer o líquido e reservar.
Continuar a bater as natas até estas estarem macias e fofas, adicionando o sal e o cebolinho.
ingredientes para o pão:
125g farinha de trigo branca
125g farinha de centeio ou farinha integral
1 colher chá de bicarbonato de sódio
1 colher sopa de açúcar mascavado
1 colher chá de flor de sal, esmagada
40 a 70ml iogurte natural
75g treacle
1 colher sopa de flocos de aveia
preparação:
Aquecer o forno a 180ºC. Untar e enfarinhar uma forma tipo bolo inglês, com capacidade para 450g.
Numa taça grande, misturar as farinhas com o bicarbonato, o açúcar e o sal e fazer um buraco no meio.
Num jarro, medir a quantidade de líquido obtida do processo de bater as natas e adicionar iogurte natural, até perfazer um total de 200g.
Deitar esta mistura no meio dos ingredientes sólidos e misturar tudo muito bem.
Adicionar o treacle e incorporar bem, tendo o cuidado de não trabalhar a massa em demasia.
Colocar a mistura na forma preparada, alisando o topo.
Salpicar com os flocos de aveia e levar ao forno por cerca de 30 minutos, ou até que um palito inserido no meio do pão saia completamente limpo.
Deixar o pão arrefecer na própria forma por cerca de 5 minutos, antes de o desenformar sobre uma grelha de arrefecimento.
Tapar o pão com um pano de cozinha limpo e humedecido, enquanto este arrefece.
Servir com a manteiga.
Nota: Caso não queiram fazer a manteiga, substituam o líquido e o iogurte do pão por 100g de leite gordo e 100g de iogurte natural.

Recipe / Receita: