4 March 2015

Blood orange and rosemary tart with a spelt and rosemary pastry / Tarte de laranja sanguínea e alecrim com base de espelta e alecrim.


I wanted to make this tart last year but as the blood oranges are so difficult to get, I made this one here with the ones I could get, but I didn't have the chance to make the one I'm bringing you today.
As they are in season again now, as soon as I got my hands on a few bags of them, they went straightaway into this delicious tart.
Amber Rose wrote in her book that the combination of oranges and rosemary is magic and I can corroborate that she is totally right. It really is, indeed, a magic combination!!
If you can't find blood oranges, you can use regular oranges but you really should try this tart as it is divine either flavour or texture wise.
ingredients for the crust:
250g white spelt flour, sifted
pinch of salt
90g unsalted butter, cold and cubed
50g icing sugar
2 large egg yolks, preferably free range
2 tbsp fresh rosemary, finely chopped
method:
Put the flour, salt and butter in a food processor and pulse until you have fine breadcrumbs.
Add the icing sugar, egg yolks and rosemary and pulse again to combine or until the mixture comes together.
Remove from the bowl, shape it into a ball and wrap in clingfilm.
Refrigerate for at least 1 hour.
Preheat the oven to 180ºC.
Using a box grater, grate the pastry into a 25cm tart tin and then press it evenly into the sides and base of the tin.
Prick the base with a fork and chill again for 10 minutes.
Line the tart with scrunched baking paper and fill with baking beans.
Place in the oven and bake for 12 minutes. Remove the baking paper and beans and bake for a further 5 minutes or until the pastry is lightly golden.
Cool in its tin and reserve.


ingredients for the blood orange curd:
grated zest of 3 and juice of 5 blood oranges
2 springs of rosemary
120g maple syrup
4 large whole eggs + 6 egg yolks
200g unsalted butter, softened
method:
Put the orange juice and rosemary springs into a saucepan and bring to the boil.
Simmer for 10 to 15 minutes or until the juice has reduced by half.
Remove from the heat and set aside to cool for 10 to 15 minutes.
When cooled, discard the rosemary springs.
Add the zest, maple syrup, eggs and egg yolks to the pan and whisk until the eggs are broken up and everything has become homogenised.
Place the pan over a low heat and cook, stirring all the time, until the mixtures coats the back of a spoon.
Add the butter, whisking all the time, until the mixture becomes very thick.
Remove from the heat and place the pan on a cold surface. Continue whisking until the mixture has cooled to lukewarm.
Spoon the filling into the tart case and bake in the oven for 10 to 15 minutes, or until the top is brown.
Remove from the oven and cool on a wire rack before removing from the tin.
__________________


As laranjas sanguíneas são de estação curta e dificílimas de arranjar, o ano passado ainda consegui fazer esta tarte aqui com as que arranjei, mas já não consegui arranjar mais para fazer a tarte que hoje vos trago e que já estava marcada para fazer há séculos.
Agora, que a época das benditas laranjas (que, diga-se de passagem, são lindas, não são?), está de volta outra vez, não podia deixar passar mais um ano sem provar esta verdadeira maravilha de tarte.
A Amber Rose escreve no seu livro que a combinação laranjas/alecrim é mágica e deixem que vos diga que assino em baixo e faço minhas as palavras dela, pois é, de facto, uma combinação mágica e deliciosa!
Caso não encontrem laranjas sanguíneas, esta tarte pode ser feita com laranjas normais mas seja qual for o caso, não deixem de experimentar esta maravilha que, quer em termos de sabor, quer em termos de textura é, completamente mágica!!!
ingredientes para a massa:
250g farinha de espelta branca, peneirada (podem substituir por farinha de trigo branca)
uma pitada de sal
90g manteiga sem sal, fria e cortada em cubos
50g açúcar em pó
2 gemas de ovo grandes, de preferência caseiros
2 colheres sopa de alecrim fresco, finamente picado
preparação:
Colocar a farinha, o sal e a manteiga no copo do robot de cozinha e pulsar até obter  uma espécie de migalhas.
Adicionar o açúcar em pó, as gemas e o alecrim e pulsar de novo, até a mistura estar bem combinada e a massa descolar dos lados do copo do robot.
Retirar a massa do robot, formar uma bola e envolvê-la em película aderente e refrigerar por, no mínimo, 1 hora.
Aquecer o forno a 180ºC.
Com os lados mais grossos de um ralador, ralar a massa para cima de uma tarteira com cerca de 25cm de diâmetro.
Pressionar a massa ralada uniformemente, na base e lados da forma, por forma a que esta fique bem forradinha.
Não tentem esticar esta massa com o rolo pois será tempo perdido, já que é uma massa muito areada.
Picar a base da massa com um garfo e levar a tarteira ao frigorífico por mais 10 minutos.
Amachucar uma folha de papel vegetal e colocá-la sobre a massa da tarte. Encher com bolas de cerâmica para culinária, feijões secos ou arroz e levar ao forno por cerca de 12 minutos.
Retirar a tarteira do forno, remover o papel e as bolas de cerâmica ou o que lá tiverem posto e voltar a levar a base ao forno por mais 5 minutos, ou até a massa estar douradinha.
Retirar do forno e arrefecer dentro da própria forma.



ingredientes para o curd de laranja:
raspa de 3 e sumo de 5 laranjas sanguíneas
2 hastes de alecrim
120g maple syrup
4 ovos inteiros (L) + 6 gemas (L)
200g manteiga sem sal, amolecida
preparação:
Colocar o sumo das laranjas e o alecrim num tacho e levar ao lume até levantar fervura.
Ferver por cerca de 10 a 15 minutos, ou até o sumo ter reduzido para metade.
Retirar do lume e arrefecer por mais 10 ou 15 minutos.
Quando arrefecido, retirar e descartar as hastes de alecrim.
Ao tacho onde está o sumo, adicionar a raspa das laranjas, o maple syrup, os ovos inteiros e as gemas.
Bater bem com vara de arames, até os ovos estarem desfeitos e a mistura bem homogénea.
Colocar o tacho sobre lume brando e, mexendo sempre, cozer a mistura até que a mesma engrosse ligeiramente e cubra, sem escorregar, as costas de uma colher.
Adicionar a manteiga, mexendo sempre muito bem, até a mistura ficar bem espessa.
Retirar o tacho do lume e colocá-lo sobre uma superfície fria, continuando a mexer sempre, até que a mistura esteja morna.
Deitar a mistura sobre a base da tarte arrefecida e levar ao forno por 10 ou 15 minutos, ou até o topo da tarte estar coradinho.
Retirar do forno e arrefecer bem - na própria forma - sobre uma grelha, antes de desenformar.

Recipe / Receita: