18 March 2015

Grapefruit tart / Tarte de toranja.


Mad as I am about citrus and brûlée, as soon as I saw this recipe in this adorable Hannah Miles book, I knew it would be the first to be tried.
The combination, even if not a classic one, is just amazing and surprisingly delicious.
ingredients for the pastry:
(if you don't want to make your own pastry, use 500g of shop bought shortcrust pastry)
280g plain flour
pinch of salt
115g butter, chilled and cut into small cubes
plain flour, for dusting
method:
Sift the flour into a bowl and add the salt.
Rub the butter into the flour until you have the consistency of fine breadcrumbs.
Add 1 to 2 tbsp of cold water and mix in with a round bladed knife, adding a little more water if the mixture is too dry.
Bring the dough together into a ball, wrap in clingfilm and chill for 1 hour.
Grease a 23cm loose bottom, round fluted tart pan.
On a lightly floured surface, roll out the pastry into a circle and line the prepared tin with the rolled pastry, trimming the edges.
Prick the base of the pastry with a fork and chill in the fridge for 30 minutes.
Preheat the oven to 200ºC.
Line the pastry with baking paper and fill with baking beans.
Bake for 15 to 20 minutes or until the pastry is golden brown.
Low the oven temperature to 180ºC.
Remove the beans and baking paper.


for the custard:
9 eggs
350g caster sugar + extra for sprinkling
juice of 2 red grapefruit, sieved
1 tbsp mint leaves
1 tbsp lemon and mint cordial
300ml double cream
method:
Whisk together the eggs, sugar, grapefruit juice, mint and cordial in a bowl.
Slowly pour in the cream, whisking all the time.
Place the bowl of a pan of simmering water until the mixture becomes just warm. This will take about 5 minutes. Strain the mixture to remove the mint and then pour it into the pastry case.
Bake for 30 to 40 minutes until the top of the custard is lightly golden and has risen.
Remove from the oven and let cool.
Just before serving, sprinkle the top with a thin layer of caster sugar and caramelize into a brûlée using a blowtorch.
Serve immediately.
__________________


A minha paixão por citrinos e brûlée é já sobejamente conhecida e assim que vi esta receita  neste livro lindo da Hannah Miles, decidi logo que seria a primeira a ser testada.
A combinação de ingredientes, embora não sendo uma combinação clássica, é absolutamente surpreendente e deliciosa.
ingredientes para a massa:
(caso não queiram fazer a massa, podem usar 500g de massa quebrada de compra)
280g farinha
uma pitada de sal
115g manteiga, fria e cortada em cubos
farinha, para a bancada
preparação:
Peneirar a farinha e o sal para uma taça.
Adicionar a manteiga e esfregá-la na farinha, usando as pontas dos dedos, até obter uma mistura areada.
Adicionar 1 ou 2 colheres de sopa de água gelada e misturar com a ponta de uma faca de mesa. Adicionar mais um bocadinho de água se a massa parecer muito seca.
Juntar a massa numa bola, enrolar em película aderente e refrigerar por cerca de 1 hora.
Untar uma forma de tarte de fundo amovível com cerca de 23cm de diâmetro.
Estender a massa sobre uma bancada enfarinhada e forrar a tarteira com a massa, aparando as extremidades para que a massa fique direitinha em toda a bordadura da tarteira.
Furar a base da massa com um garfo e refrigerar por 30 minutos.
Aquecer o forno a 200ºC.
Forrar a massa da tarteira com papel vegetal e encher com bolas de cerâmica, arroz ou feijão.
Levar ao forno por cerca de 15 a 20 minutos, ou até a massa estar douradinha.
Retirar a tarteira do forno e baixar a temperatura para os 180ºC. Retirar o papel vegetal e as bolas de cerâmica da tarteira e reservar.


para o creme:
9 ovos
350g açúcar refinado branco + extra para polvilhar e caramelizar
sumo de 2 toranjas (de preferência das de polpa vermelha), coado
1 colher sopa de folhas de menta
1 colher sopa de concentrado de menta e limão (cordial)
300ml natas para culinária (double cream)
preparação:
Numa taça, bater os ovos com o açúcar, o sumo das toranjas, as folhas de menta e o cordial.
Adicionar as natas devagarinho, batendo o tempo todo.
Colocar a taça sobre um tacho de água a ferver, até a mistura aquecer. Este processo poderá demorar cerca de 5 minutos.
Coar a mistura para retirar as folhas da menta e deitar o creme sobre a massa.
Levar ao forno por cerca de 30 to 40 minutos ou até a superfície estar douradinha e tiver crescido ligeiramente.
Retirar do forno e deixar arrefecer.
Antes de servir, polvilhar a superfície da tarte com uma camada fina de açúcar refinado branco e caramelizar com a ajuda de um maçarico.
Servir imediatamente.

Recipe / Receita: