25 June 2014

Pavlova with cherry syrup / Pavlova com xarope de cerejas.


Ana invited me for a Summer guest post and asked me to prepare a summery dessert and being me - according to my kids - the pavlova Queen, being cherries one of my favourite Summer fruits of all times and pavlova the most loved pudding here at home, what else could I prepare but the combination of them all??
I truly have a love affair relationship with cherries.
They are the Summer fruit that really brings out some of my most delightful childhood memories.
My grandparents had a cherry tree on their garden and I always recall Summer times, me being there to spend the Summer holidays and my youngest aunt and myself, when the cherries were ripe, juicy and at their best, we would make a bag out of an apron, we would fill it with cherries from the tree and we would sit under the cherry tree eating and feasting on them...
Such a a great and happy memory!!


ingredients (serves 8 to 10):
225ml egg whites (about 6)
330g caster sugar
1 1/2 tsp white vinegar
375ml cream, whipped
400g cherries
method:
Preheat the oven to 150ºC. Draw a 26cm circle on a sheet of baking paper and place it on a baking tray.
Place the egg whites in an electric mixer and whisk until stiff peaks form.
Add the sugar, 1 tbsp at a time and once the sugar has been all added, whisk for a further 6 minutes or until the mixture is stiff and glossy. Add the vinegar and whisk for a further 2 minutes or until glossy.
Place large spoonfuls of the meringue mixture into the circle.
Reduce the oven to 120ºC and bake the pavlova for 1 1/2 hours.
Turn the oven off and allow the pavlova to cool completely inside the oven.
When ready to serve, top the pavlova with the whipped cream and cherries and drizzle with the cherry syrup.


for the cherry syrup:
220g caster sugar
250ml water
150g cherries, pitted
method:
Place the sugar and water in a pan over a low heat and stir until the sugar is dissolved.
Increase the heat to high, add the cherries, bring to the boil and cook for 10 to 15 minutes or until thick and syrupy.
Strain the syrup and discard the cherries. Set the syrup aside to cool completely.

__________________


A Ana convidou-me para um guest post de Verão e desafiou-me a preparar uma sobremesa.
Ora, sendo eu - de acordo com os meus filhos - a Rainha das pavlovas, sendo eu louca por cerejas e sendo pavlova das sobremesas que mais se apreciam cá em casa, claro que tinha de juntar todos estes ingredientes e esta seria e é a receita perfeita para o guest post da simpatíquissima Ana.
Confesso que tenho uma relação de verdadeiro amor com as cerejas, pois uma das minhas mais lindas recordações de infância/juventude é com cerejas.
No Verão, ia sempre para o Norte para casa dos meus avós passar férias (aliás, era sempre lá que queria passar todas as férias) e eles tinham uma cerejeira num dos vários terrenos que possuíam e lembro-me como se fosse hoje de eu e a minha tia mais nova, fazermos um saco com um avental, apanharmos o máximo de cerejas que conseguíamos para dentro do nosso saco improvisado e sentarmo-nos depois, debaixo da cereja, a comer os seus sumarentos e deliciosos frutos.
Escusado será dizer que eram barrigadas das valentes e de dar dores de barriga...
Bom, mas nostalgias à parte, vamos lá à receita, que é da minha amada Donna Hay (Senhora que nunca me desilude e adoro)! 


ingredientes (para 8 a 10 pessoas):
225ml claras de ovo (cerca de 6 claras)
330g açúcar refinado branco
1 1/2 colheres de chá de vinagre de vinho branco
375ml natas, batidas
400g cerejas
preparação:
Aquecer o forno a 150ºC. Desenhar um círculo de 26cm de diâmetro em cima de uma folha de papel vegetal e colocá-la (lado do lápis virado para baixo) em cima de uma tabuleiro.
Numa batedeira eléctrica, bater as claras em castelo e quando firmes, começar a adicionar o açúcar, 1 colher de sopa de cada vez, batendo entre cada adição, até todo o açúcar estar incorporado.
Quando terminar de adicionar o açúcar, bater por mais 6 minutes ou até a mistura estar espessa e brilhante.
Adicionar o vinagre e bater por mais 2 minutos ou até a mistura estar brilhante.
Colocar colheradas da mistura dentro do círculo desenhado, reduzir a temperatura do forno para os 120ºC e cozer a pavlova por cerca de 1 hora e 30 minutos.
Passado esse tempo, desligar o forno e deixar a pavlova lá dentro até estar completamente fria.
No momento de servir, colocar a pavlova num prato de serviço, cobrir com as natas batidas, decorar com as cerejas e regar com o xarope de cereja.


para o xarope de cereja:
220g açúcar refinado branco
250ml água
150g cerejas, descaroçadas
preparação:
Colocar o açúcar e a água num tacho e aquecer, mexendo sempre, sobre lume brando, até o açúcar estar dissolvido.
Levantar o lume, adicionar as cerejas, deixar levantar fervura e cozer por cerca de 10 ou 15 minutos, ou até que o líquido esteja espesso e com consistência de xarope.
Coar, descartar as cerejas, deixar arrefecer o xarope e reservar até ser necessário.



Recipe / Receita: Donna Hay magazine (Dec. - Jan. 2012).

33 comments:

  1. Ai que eu não posso ver cerejas e assim em cima da pavlova devem ficar maravilhosas! Adorei...adorei... Apresentação fantástica, querida Lia! Uma beijoca

    ReplyDelete
  2. Bom dia Lia,
    A pavlova ficou linda, espetacular, super apetitosa e refrescante com essas cerejas.
    Beijos,
    Vânia

    ReplyDelete
  3. Está mesmo perfeita essa pavlova!! Que espectáculo amiga :)
    beijinhos

    http://ratatuidospobres.com/

    ReplyDelete
  4. Mas que aspeto maravilhoso, nunca fiz mas tenho mesmo de experimentar, bjokitas

    ReplyDelete
  5. Que linda pavlova, Lia! E com o meu fruto preferido, só pode ser acima de deliciosa!!
    Beijinhos

    ReplyDelete
  6. A Pavlova está linda!!!!
    Cá em casa também gostamos muito,e a primira que fiz foi após um comentário do meu marido (enquanto a Donna Hay apresentava o seu no masterchef Australia) que dizia que eu não conseguia fazer uma sobremesa daquelas!
    ;)

    ReplyDelete
  7. Que gostoso , cremoso e dá água na boca.
    beijos.
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
  8. É daquelas coisas que não consigo fazer ,ou desce ou queima
    Penso que o problema é do meu forno
    A tua ficou linda e tenho a certeza que uma delicia
    ADorei
    bjs

    ReplyDelete
  9. Que maravilha!
    Ficou tão bonita!
    O contraste de cores resulta mesmo muito bem.

    ReplyDelete
  10. Que maravilha! A minha avó também tinha uma cerejeira... como te compreendo :)
    As fotos estão uma delicia!
    Bjinhos

    ReplyDelete
  11. Lindo lindo lindooo! E que aspecto guloso!

    ReplyDelete
  12. Perfeita essa receita, ficou com um aspecto incrível!

    Abraços,
    www.montealegrerefrigeracao.com

    ReplyDelete
  13. linda linda linda esta pavlova :) fiz a minha primeira no dia dos meus anos e agora só penso na próxima hehe :) ficou mm linda :) beijinhos

    ReplyDelete
  14. Lia, está tão linda esta tua Pavlova!
    Perfeitissima entre cores e texturas, que interior magnifico. Adorei! :)

    Bjinhos

    ReplyDelete
  15. A rainha das pavlovas... e dos blogs! Obrigada x 1000! beijinho grande

    ReplyDelete
  16. Gosto muuuuiiiiito das suas receitas... Huuuuuuuummmmmmmm!!!
    Beijos Márcia (Rio de Janeiro - Brasil)
     
    http://decolherpracolher.com.br

    ReplyDelete
  17. ficou mesmo mt bonita e com cerejas esta 5* gostei mt bjs bs

    ReplyDelete
  18. Querida Lia: as tuas pavlovas ficam sempre perfeitas e ,por isso,não admira o teu "cognome", rsrs.Esta também está soberba e ainda por cima com cerejas, as minhas frutas preferidas juntamente com os morangos. Adorei!
    Bjn
    Márcia

    ReplyDelete
  19. É uma linda memória de infância essa tua :)
    Apanhar cerejas, comer e comer, até apanhar uma barrigada, sabe tão bem hehe.
    E sim, és a rainha das pavlovas!
    E esta ficou linda, já a tinha visto lá na marmita lisboeta e achei-a uma "brasa" :)
    Quando for aí, quero uma pavlova só para mim!
    Um beijinho.

    ReplyDelete
  20. Querida Lia,
    a tua sobremesa ficou maravilhosa e o melhor cheia de boas lembranças.
    Eu tbm tenho uma tia mais nova, ela é praticamente da minha idade, quando eu ia pra casa dá minha avó materna passar as férias adorava brincar com a minha tia Leila.
    Parabéns pela sua participação a Ana vai amar!

    Bjs, fique com Deus ♥

    ReplyDelete
  21. Lindíssima, Lia! Já é a segunda pavlova de cerejas que vejo hoje... e está incrível! fiquei tentadíssima a experimentar e estas fotos despertam mesmo o apetite!!
    Beijinhos

    ReplyDelete
  22. Está maravilhosa!! :)
    Catarina

    ReplyDelete
  23. Ficou linda! Combinar pavlova e cerejas só podia dar um resultado assim tentador :)

    ReplyDelete
  24. Há uma coisa que, sem dúvida alguma, consegues quase sempre fazer comigo querida Lia: pôr-me a desejar comer (e até mesmo ir para a cozinha experimentar fazer) algo que, à partida, eu nem sou muito fã ;) E é decididamente o caso desta pavlova lindaaaa ;)
    Beijinhos *
    PS: Não te esqueças que hoje, lá pelo blog, é dia de "Há vida para além da massa de atum" e temos um novo DESAFIO fantástico a decorrer! Fico à espera da tua deliciosa participação :)
    http://coisasecoisinhasdecomerechorarpormais.blogspot.co.uk/2014/06/ha-vida-para-alem-da-massa-de-atum-12.html

    ReplyDelete
  25. Splendid and extremely irresistible!

    Cheers,

    Rosa

    ReplyDelete
  26. Boa noite, Lia, ou melhor, Sra rainha das Pavlovas! ;)
    Que tentação esta! E que memórias tão boas a acompanham!
    Beijinhos
    Paula

    ReplyDelete
  27. Nossa que lindo!!! Eu nunca fiz e nem comi pavlovas, pela receita e pelas fotos deve ser incrível!!! Fiquei com muita vontade de provar, com certeza vou fazer!!! Aqui no Brasil, apesar de ser inverno, está bem quente para minha sorte (não gosto do frio!) cerca de 28 graus. Moro em São Paulo, e o inverno por aqui não passa dos 10 graus, nada comparado com a Europa!!!

    ReplyDelete
  28. Acho que já sabes que adoro pavlovas, e se eu comia já uma/três fatias dessas... era já?!

    ReplyDelete
  29. Está tão linda, a sério!
    Beijinho

    ReplyDelete
  30. Esta pavlova ganhava qualquer concurso de pavlovas que linda e saborosa deve ter ficado!
    Beijinhos doces
    Ana

    ReplyDelete
  31. Lia querida,

    memórias tão boas essas, nós temos uma cerejeira mas não é nossa é dos passarinhos, malandros que tratam das poucas que estão na árvore.
    Em criança fazia sempre maravilhosos brincos com elas:)
    Este ano temos comida bastantes e então ameixas é uma loucura, é tão bom o Verão.
    Fiz uma vez pavlova e não ficou nada bem e eu sei que foi por usar o forno a lenha, ando com tanta vontade de experimentar.
    A tua está linda, perfeita, um encanto, és a rainha delas mesmo.
    Com essas cerejinhas está mesmo gulosa.


    beijinhos

    ReplyDelete
  32. Olá Lia,
    Adoro, adoro pavlovas, mas as que tenho feito racham bastante.
    Já experimentei várias receitas, vou anotar esta pois o resultado esta magnifico, mas tudo o que fazes fica assim, uma perfeição.
    Amei a caixinha de madeira com a cerejas, um miminho.
    As tuas fotos estão cada vez mais lindas!
    Bjs

    ReplyDelete
  33. Ja nao é a primeira pavlova, que tu fazes, e me deixa encantada!
    É daquelas coisas que me deixa a pensar, porque raio nao a consigo fazer!
    Tentei uma vez e correu mal! E nao voltei a tentar! Prefiro antes, esperar que pessoas como tu, com maos abençoadas me brindem com imagens destas! Improprias para gulosas imperdenidas como eu!!!
    Nossa Senhora!!! Isto é la coisa que se faça? Tanto pecadinho?
    Isto para mim, é missao impossivel!
    Beijinhos!!!

    ReplyDelete