21 February 2014

Rosemary and lemon wafers / Bolachas de limão e alecrim.


Although these wafers didn't turn out as beautiful as I thought they would, their flavour and the smell in the house while they're baking, believe me, are second to none!!
Just give them a try and tell me if I'm right or not...
These wafers are for the Let's make cookies - February 2014 challenge on Manuela's blog.
ingredients (makes as many as the size of the cutter you use):
1/2 cup granulated sugar
1 tbsp freshly grated lemon zest
pinch of salt
2 tbsp finely chopped fresh rosemary needles
1/2 tsp lemon or vanilla extract
2 1/4 cups plain flour
220g very cold unsalted butter, cubed
1 1/2 tbsp fresh orange juice
method:
In a food processor, process the sugar, lemon zest and salt, until the sugar is pale yellow.
Add the rosemary and extract and continue processing just until the rosemary is very finely pulverised.
Add the flour to the processor and sprinkle the butter over it. Process just until no bits of butter are visible.
Drizzle the orange juice over the top and incorporate using 10 to 15, 1 second pulses, stoping and stirring to lift and fold in the mixture on the bottom as necessary.
Don't over process.
Turn out the dough onto a sheet of baking paper and gently knead it. Divide the dough into thirds and roll out each portion into a disc in between 2 sheets of baking paper.
Freeze the thirds of dough for 20 minutes or up to 24 hours.
Let it warm up slightly before using.
Preheat the oven to 180ºC and grease or line 2 or 3 large baking sheets with baking paper.
Using a cutter, cut out the wafers and place them 2 cm apart on the baking sheets.
Combine the dough scraps and continue rolling, chilling and cutting out until it is all used.
Bake 1 sheet at a time for 8 to 11 minutes or until the wafers are just faintly rimmed with brown.
Very gently, transfer the wafers onto wire racks and allow to cool completely.
Store them in airtight containers for up to 1 week.
__________________


Estas bolachinhas maravilhosas, embora não tenham saído tão lindas como as imaginei, ganham e muito em termos de sabor e o cheiro que espalham pela casa enquanto estão no forno, é tão, mas tão bom que só experimentando fazê-las é que perceberão do que falo...
São estas bolachinhas magníficas e deliciosas que levo à festa da Manuela e ao Vamos Fazer Bolachas de Fevereiro.
ingredientes (para tantas bolachas, quantas o tamanho do cortador utilizado):
1/2 chávena de açúcar granulado
1 colher sopa de raspa de limão
uma pitada de sal
2 colheres sopa de agulhas de alecrim, finamente picadas
1/2 colher chá de extracto de limão ou baunilha
2 1/4 chávenas de farinha de trigo branca
220g manteiga sem sal, gelada e cortada em cubos
1 1/2 colheres sopa de sumo fresco de laranja
preparação:
Num robot de cozinha, processar o açúcar, a raspa do limão e o sal, até o açúcar apresentar uma cor amarelo pálido.
Adicionar o alecrim e o extracto escolhido e processar até o alecrim estar bem desfeito.
Adicionar a farinha e a manteiga e pulsar até não se verem vestígios da manteiga.
Adicionar o sumo da laranja e pulsar umas 10 ou 15 vezes, parando e mexendo, a fim de descolar a massa do fundo do copo processador, tantas vezes quantas necessárias, até tudo estar bem incorporado. Cuidado para não processar em demasia.

Deitar a massa em cima de uma folha de papel vegetal e amassar levemente até fazer uma bola.
Dividir a massa em 3 partes iguais, estendê-las entre folhas de papel vegetal ( 3 embrulhos) e congelar entre 20 minutos, a 24 horas.
O congelar a massa é um passo muito importante, pois esta massa é muito chata de trabalhar e só se trabalha bem se estiver firme e dura, caso contrário cola a tudo e não há maneira de se conseguir moldá-la.
Aquecer o forno a 180ºC.
Na hora de fazer as bolachas, retirar os embrulhos do congelador e deixá-los aquecer um bocadinho (mas não muito tempo) à temperatura ambiente.
Cortar as bolachas com o cortador à escolha e dispô-las, com espaços de cerca de 2cm entre cada uma, em tabuleiros forrados com papel vegetal, ou untados.
Cortar, refrigerar e voltar a cortar, tantas vezes quantas necessárias, até utilizar toda a massa.
Levar os tabuleiros ao forno, 1 de cada vez (mantendo os restantes no frio) e cozer as bolachas por cerca de 8 a 11 minutos, ou até os lados começarem a ficar douradinhos.
Arrefecer as bolachas em cima de uma grelha e (caso resistam), conservá-las por cerca de 1 semana, num recipiente hermeticamente fechado.
Recipe / Receita: