20 April 2018

Bienenstich (Bee Sting Cake) / Bolo Picada de Abelha.




Bienenstich - Bee Sting Cake is the theme for this month and the 28th edition of the Sweet World!
Bienenstich or Bee Sting Cake is a German dessert made of a sweet yeast dough with a baked-on topping of caramelized almonds and filled with a vanilla custard, buttercream or cream.
There are many stories surrounding its rather unusual name.
One story is about two royal pastry chefs who stole honey from a beehive on the banks of the Rhine in 1474, to bake a special cake for their king. The Bee Sting Cake was the result - possibly thus named on account of the numerous stings they were subjected to.
According to another story, the cake may have earned its name from its honey topping. Apparently, a bee was attracted to it, and the baker who invented the cake was stung.
Another source cites a legend of German bakers from the 15th century who lobbed beehives at raiders from a neighboring village, successfully repelling them, and celebrated later by baking a version of this cake named after their efforts.
Stories and legends might differ on its origins but, they all agree on how delicious is this fabulous cake.
Want to make a Bee Sting Cake?

The rules are simple:
  1. You have until the 20th of May to make and publish your Bee Sting Cake. 
  2. That same day, 20th of May, Susana will let you know on her blog, the theme for the 29th edition of the Sweet World.
  3. You'll have to leave your link here, in this post, in order to be featured in the monthly round up that will be published here on the blog, on the 25th of May.

Remember Poh from the 1st season of Masterchef Australia and her fantastic big open smile? The recipe I'm leaving you today is from Poh Ling Yeow new book "Poh Bakes 100 Greats". A delightful gorgeous book, full of goodies and the kind of book that makes you want to go to the kitchen and bake everything, from front to back covers.


Notes: Make the brioche dough and the crème pâtissière the day before and the next day you just have to bake, cool and decorate your cake.
Poh makes her crème pâtissière in the microwave which was new to me but it went pretty well.


ingredients for the brioche:
260g plain flour, plus extra for dusting
1 tsp dried yeast
2 tbsp caster sugar
25g unsalted butter, softened
130ml tepid milk
1 large egg
1/2 tsp salt
method:
Combine the flour, yeast, sugar, butter, milk and egg in the bowl of an electric stand mixer fitted with a dough hook attachment. Hook on the lowest setting for 2 minutes, then add the salt and hook for a further 5 minutes until the dough is sticky, smooth and glossy.
Leave the dough in the bowl, and press plastic wrap directly on its surface, making sure any gaps around the side are sealed. Refrigerate overnight.
The next day, grease the ring of a 22cm spring-form tin with butter, then cut strips of baking paper to line the side. Turn the base of the tin upside down, so it no longer has a lip. Place a piece of baking paper over it, then clamp the ring around it to secure.
Scrape the dough out of the mixing bowl into the prepared tin. Sprinkle some flour over the top to stop your fingers from sticking, and press it evenly to cover the bottom of the tin.
Cover with plastic wrap, then a clean tea towel, and allow to rise in a draught-free spot in the house - and a warm one if possible - for about 1 hour, or until the dough has doubled in volume.
Preheat the oven to 180°C fan-forced.
Spread the topping carefully and evenly over the surface of the risen dough, and bake for about 30 minutes, or until an inserted skewer comes out clean.
Cool the brioche completely, before removing from the tin.
To finish, place the chilled crème pâtissiére in a medium mixing bowl, and whisk with an electric mixer on high speed for about 10 seconds, to loosen the mixture. Add the cream and whisk until combined.
Use a serrated knife to slice the cake in half horizontally, spread the custard on the bottom half, replace the top half over the filling and serve.
This cake is best eaten on the day it is baked.


for the topping:
50g unsalted butter
55g caster sugar
1 tbsp milk
1 tbsp honey
1/4 tsp salt
80g flaked almonds
method:
Combine the butter, caster sugar, milk, honey and salt in a small saucepan.
Cook over medium heat until everything has melted and combined.
Stir in the nuts, then set aside to cool.


for the crème pâtissière:
1l milk
6 egg yolks + 2 extra whole eggs
200g caster sugar
100g cornflour
60g chilled unsalted butter, thinly sliced
2 tsp vanilla extract
1 tbsp Cointreau or Grand Marnier liqueur
to finish:
50ml double cream
method:
Microwave the milk in a large heatproof bowl for 4 to 5 minutes on the highest setting.
Meanwhile, whisk the egg yolks and extra eggs with the sugar until pale and thick.
Whisk in the cornflour until smooth.
Add to the hot milk, and whisk to combine.
Microwave for 2 minutes, then whisk madly until smooth. Repeat this twice, or until the mixture is very thick and swirls stay put like whipped cream.
Cool for about 5 minutes, before whisking in the butter and vanilla until combined.
Allow to cool for about 30 minutes, whisking enthusiastically every 10 minutes to get rid of any steam trapped in the custard and helping it to set.
Cover with plastic wrap pressed directly onto the surface of the custard, and refrigerate overnight or until completely chilled before using.
When ready to use, whip together the crème pâtissiére and Cointreau with an electric mixer on high speed until silky and glossy.
__________________


Bienenstich, Bee Sting Cake ou Bolo Picada de Abelha, é a proposta que vos trazemos para este mês e para a 28ª edição do Sweet World!
Bienenstich ou Bee Sting Cake é um bolo de origem alemã e não é mais de que uma massa brioche cozida numa forma, coberta com uma camada de amêndoa laminada caramelizada e que pode ser recheado com créme pasteleiro, buttercream ou natas.
Existem várias histórias, todas elas muito engraçadas, sobre a origem deste bolo e o porquê de ter um nome tão pouco comum e até mesmo estranho.
Uma das histórias que encontrei, diz que o bolo foi criado por dois pasteleiros da realeza alemã que, em 1474, roubaram mel de uma colméia nas margens do Reno para fazer um bolo especial para seu rei. O Bee Sting Cake foi o resultado e supostamente o seu nome deveu-se às picadelas de abelha a que os pasteleiros foram sujeitos durante a aventura de roubar o mel.
De acordo com uma outra história, o bolo pode ter sido baptizado por causa de um dos ingredientes da cobertura ser o mel. Aparentemente, uma abelha foi atraída pelo mel existente na cobertura do bolo e o pasteleiro que o criou foi picado pela abelha.
Outra fonte cita ainda que o bolo foi baptizado de "Picada de Abelha" em homenagem aos padeiros alemães do século 15 que atiraram colmeias a atacantes de uma aldeia vizinha, repelindo-os com sucesso. Celebraram o ocorrido mais tarde e como recompensa, com uma versão deste bolo.
Histórias e lendas diferem nas suas versões mas, todas elas concluem o mesmo: É um bolo absolutamente magnífico!!
Gostaram? Querem juntar-se a nós e fazer um Bienenstich, Bee Sting Cake ou Bolo Picada de Abelha?


As regras são simples:
  1. Têm até ao dia 20 de Maio para fazer e publicar o vosso Bee Sting Cake.
  2. Nesse mesmo dia, 20 de Maio, será apresentado no blogue da Susana, o tema para a 29ª edição do nosso Sweet World.
  3. Têm mesmo de deixar o link da vossa publicação aqui neste post, a fim de poderem fazer parte do round up que aqui será apresentado no dia 25 de Maio.

Lembram-se da Poh Ling Yeow, finalista da primeira edição do Masterchef Austrália e do seu sorriso lindo e contagiante? A receita que hoje vos deixo é do livro lindo, lindo da Poh, o "Poh Bakes 100 Greats". Um daqueles livros que nos faz querer ir para a cozinha e cozinhar tudo, desde a primeira à última página!


Notas: Este bolo é bastante simples de fazer, mas dados os tempos de espera, requer organização, ou seja, façam a massa do brioche e o creme pasteleiro na véspera e no dia seguinte é só montar o bolo, cozê-lo, decorá-lo e comê-lo.
A Poh faz o creme pasteleiro no microondas, o que para mim foi uma novidade mas que quis experimentar e correu muito bem.


ingredientes para o brioche:
260g farinha de trigo branca + extra para polvilhar
1 colher chá de fermento de padeiro seco
2 colheres sopa de açúcar refinado branco
25g manteiga sem sal, amolecida
130ml leite tépido
1 ovo grande (L)
1/2colher chá de sal
preparação:
Na taça da batedeira eléctrica equipada com o gancho, combinar a farinha, o femento, o açúcar, a manteiga, o leite e o ovo. Bater por 2 minutos em velocidade mínima.
Adicionar o sal e bater por mais 5 minutos, ou até a massa estar pegajosa, macia e brilhante.
Deixar a massa na taça, cobrir a massa com película aderente, colada directamente sobre toda a superfície da mesma, certificando-se de que esta está muito bem tapada e refrigerar de um dia para o outro.
No dia seguinte, untar e forrar com papel vegetal uma forma de mola e fundo amovível com 22cm de diâmetro.
Colocar a massa na forma, e com as mãos enfarinhadas, pressionar a massa na base da forma, por forma a que esta fique toda coberta.
Tapar a forma com película aderente e um pano lavado em cima e deixar repousar em local seco e quente, por cerca de 1 hora ou até duplicar de volume.
Aquecer o forno a 180ºC (com ventoinha).
Espalhar a cobertura uniformemente sobre o topo da massa e levar ao forno por cerca de 30 minutos, ou até um palito inserido no centro sair completamente limpo.
Retirar o brioche do forno e deixar arrefecer completamente na própria forma.
Cortar o bolo ao meio usando uma faca de serra, por forma a obter dois discos.
Espalhar o creme pasteleiro sobre a base, cobrir com o disco superior do brioche e servir.
Este bolo é melhor se comido no próprio dia.


para o topping:
50g manteiga sem sal
55g açúcar refinado branco
1 colher sopa de leite
1 colher sopa de mel
1/4 colher chá de sal
80g amêndoa laminada
preparação:
Num tachinho, combinar a manteiga, o açúcar, o leite, o mel e o sal.
Levar ao lume até tudo estar bem combinado e derretido.
Adicionar as amêndoas e envolver bem.
Reservar até estar completamente frio.


para o creme pasteleiro:
1l leite gordo
6 gemas + 2 ovos inteiros
200g açúcar refinado branco
100g Maizena
60g manteiga sem sal, fria e cortada em cubos
2 colheres chá de extracto ou pasta de baunilha
1colher sopa de Cointreau ou Grand Marnier
para terminar:
50ml de natas para bater
preparação:
Colocar o leite numa taça grande e levar ao microondas, na potência máxima, por cerca de 4 a 5 minutos.
Entretanto, noutra taça, bater as gemas com os ovos inteiros e o açúcar, até obter uma mistura espessa e pálida.
Adicionar a Maizena e bater até obter uma mistura cremosa.
Adicionar o leite quente e combinar tudo muito bem.
Colocar a taça no microondas por 2 minutos e depois bater vigorosamente com uma vara de arames, até a mistura estar macia.
Repetir este passo mais duas vezes, ou até a mistura estar bem espessa e a vara de arames deixar um rasto, tipo natas batidas.
Arrefecer a mistura por 5 minutos e depois adicionar a manteiga e a baunilha, batendo sempre muito bem, até tudo estar muito bem incorporado.
Deixar arrefecer por cerca de 30 minutos, batendo vigorosamente a cada 10 minutos, a fim de ajudar a mistura a ficar espessa e retirar qualquer ar quetenha ficado retido no creme.
Colar película aderente directamente em cima da superfície do creme pasteleiro e refrigerar de um dia para o outro.
Quando forem montar o bolo, colocar o creme pasteleiro na taça da batedeira eléctrica.
Adicionar o licor escolhido e bater em velocidade máxima por 10 segundos. 
Adicionar as natas e bater em velocidade máxima, até a mistura estar aveludada e brilhante.


Recipe / Receita: