24 October 2016

Pumpkin and coconut caramel flan for the 2016 Virtual Pumpkin Party / Pudim de Abóbora e coco para a Festa Virtual da Abóbora de 2016.


I really felt very chuffed when Aimee - Twigg Studios, invited me to be part of the Virtual Pumpkin Party that she is hosting today with Sara Cornelius from the gorgeous blog Cake over Steak.
I love Autumn with its brown and orangy colours and moods and I'm a true pumpkin lover.
Being part of this beautiful virtual gathering with such amazing bloggers and with a recipe that features an ingredient that I love so much, it's a real honour.
This recipe is my interpretation of a classic that my mum and my mother in law always make for Christmas and that we all love.
Saying that, here is my suggestion for this amazing virtual party and don't forget to check out the links of all the participants at the bottom of this postMore than 100 bloggers took part and prepared absolutely delicious suggestions.
If those links and suggestions don't get you inspired to cook with pumpkin for the rest of the pumpkin season, I don't know what will :))...


for the caramel:
160g sugar
6 tbsp water
unsalted butter, for greasing
for the flan:
300g pumpkin purée
150g caster sugar
1 tsp vanilla paste
6 whole eggs + 2 egg yolks
40g sweet desiccated coconut
200ml full fat milk
200ml double cream
toasted coconut flakes, to sprinkle
method:
Preheat the oven to 160ºC.
Warm a 1.2l dish in the oven, so it is warm when you pour the caramel in it.
To make the caramel, put the sugar and water into a clean stainless steel pan. Dissolve the sugar slowly, stirring with a wooden spoon over a low heat.
When there are no sugar granules left, stop stirring and boil until the sugar turns a dark golden colour.
Remove immediately from the heat to ensure the caramel does not burn. Quickly pour the caramel into the warmed dish. Set aside to cool and become hard. Once the caramel is hard, butter the sides of the dish above the level of the caramel.
To make the flan, whisk the pumpkin purée, caster sugar, vanilla paste, eggs, egg yolks and desiccated coconut together in a bowl until well mixed.
Pour the milk and cream into a saucepan, gently heat over a low heat until you can still just dip your finger in for a moment, then strain the milk mixture through a fine sieve onto the egg mixture in the bowl.
Whisk together until smooth, then pour the mixture into the prepared dish.
Stand the dish in a roasting tin and fill the tin half-way with boiling water from a kettle.
Cook in the oven for 50 to 60 minutes or until the custard has set.
Take the flan out of the oven, remove the dish from the tray and set on a cooling rack. When cool, transfer to the fridge overnight so that the caramel is absorbed into the custard.
To serve, loosen the sides of the custard with a small palette knife around the edges. Place a serving dish on top of the dish and turn upside down. Serve sprinkled with the toasted coconut flakes.


__________________

O Outono é sem dúvida uma das minhas estações preferidas. Os tons castanhos e alaranjados, as folhas caídas, a par com os ingredientes da estação, nomeadamente as castanhas e as abóboras, entre outros, fazem com que esta seja, para mim, uma estação de beleza e magia.
Quando a Aimee do blog Twigg Studios me convidou a fazer parte da Festa Virtual da Abóbora que hoje tem lugar e da qual ela, Aimee, a par com a Sara Cornelius do lindo blog Cake over Steak, são as anfitriãs, claro que fiquei super radiante e envaidecida com o convite. Ser convidada para uma iniciativa da qual fazem parte bloggers mundiais, de renome e as quais tanto admiro, é uma verdadeira honra e é um dos pequenos prazeres e alegrias de fazer parte do mundo maravilhoso da blogosfera.
O objectivo desta Festa Virtual da Abóbora é, como podem deduzir, invadir o mundo virtual com receitas onde a abóbora é  o ingrediente principal e depois de muitas dúvidas sobre qual a receita a preparar, decidi-me por algo doce.
Inspirada por um clássico de família que é sempre preparado na altura do Natal tanto pela minha mãe, como pela minha sogra, este pudim é a minha versão, baseada na versão de ambas as mães e garanto-vos: é absolutamente maravilhoso.
Vamos lá então à receita e à Festa Virtual da Abóbora.
No fim deste post, poderão encontrar a lista de todos os blogues participantes nesta festa e links para as maravilhas preparadas para a ocasião.
Receitas maravilhosas, com abóbora e que vos irão inspirar a cozinhar com abóbora nos próximos tempos. Haja abóbora!!


para o caramelo:
160g açúcar refinado branco
6 colheres sopa de água
manteiga sem sal, para a forma
para o pudim:
300g puré de abóbora (fiz a partir de abóbora assada no forno)
150g açúcar refinado branco
1 colher chá de pasta de baunilha
6 ovos inteiros + 2 gemas
40g coco ralado
200ml leite gordo
200ml natas para culinária
flocos de coco tostados, para decorar


preparação:
Aquecer o forno a 160ºC.
Colocar uma forma de pudim (capacidade de 1.2l) no forno, para que quando lá colocarem o caramelo esta esteja quente.
Para fazer o caramelo, colocar o açúcar e a água num tacho sobre lume brando.
Dissolver o açúcar, mexendo com uma colher de pau, até este estar desfeito.
Quando o açúcar estiver dissolvido, parar de mexer, aumentar o lume para o máximo e ferver até obter um caramelo intenso. Retirar imediatamente do lume, para que não queime e deitar o caramelo na forma aquecida. Reservar até o caramelo ter solidificado na forma.
Quando o caramelo tiver solidificado, untar ligeiramente os lados da forma, acima do nível do caramelo.
Para fazer o pudim, colocar o puré de abóbora, o açúcar, os ovos, as gemas, o coco ralado e a baunilha numa taça e bater tudo muito bem.
Num tacho, colocar o leite e as natas e levar ao lume até atingir o ponto de ebulição, mas sem deixar ferver.
Coar a mistura do leite sobre a mistura da abóbora e bater muito bem, até obter uma mistura macia e homogénea.
Deitar esta mistura na forma previamente preparada.
Colocar a forma dentro de um tabuleiro de lados altos e encher o tabuleiro com água a ferver, até estar estar mais ou menos à altura do meio da forma.
Colocar o tabuleiro no forno e cozer o pudim no banho Maria, por cerca de 50 a 60 minutos, ou até este ter solidificado. Cuidado para não cozer em demasia.
Retirar o pudim do forno e de dentro do tabuleiro da água.
Colocar a forma sobre uma grelha de arrefecimento e, quando frio, colocar no frigorífico de um dia para o outro, para que o pudim absorva o sabor do caramelo.
Na altura de servir, passar uma faca fina à volta dos lados do pudim e desenformar sobre um prato de serviço.
Servir o pudim polvilhado com as lascas de coco tostadas.


Recipe / Receita: Lia - Lemon & Vanilla.



2016 Virtual Pumpkin Party links