26 November 2014

Chocolate bundt cake with quince and chocolate glaze / Bundt de chocolate com cobertura de marmelada e chocolate.


As you can read here, the theme for this month's bundtmania is autumnal fruits and spices.
As soon as I think of autumnal fruits, I think pears, apples, persimons and quince and this time, as sometimes I can be very stubborn, I decided that I wanted to use quince.
Even if I couldn't find any quince fruit available, I had a batch of my mum's  homemade quince jelly at home and as we use to say in Portugal "if you don't have a dog, you hunt with a cat...", that's what I did. I used my mum's homemade quince jelly as the autumnal "fruit" part of this bundt cake.
The original recipe is from my Donna Hay magazine but I gave it a twist by adding squares of quince jelly to the batter and flavour wise, the final result was absolutely delicious.
ingredients for the cake (serves 12 to 14):
310g pitted prunes
1 1/2 tsp bicarbonate of soda
250ml boiling water
250g currants (I used a mix of raisins and cranberries)
180ml rum
85g unsalted butter, softened
1 tsp vanilla extract
260g brown sugar
1 1/2 tbsp orange zest
6 eggs
225g self raising flour, sifted
35g cocoa powder, sifted
1 1/2 tsp ground cinnamon
1/2 tsp ground allspice
150g dark chocolate, melted
100g quince jelly, cut into small cubes and tossed in flour
for the glaze:
300g quince jelly,
50g dark chocolate, finely chopped


method:
Preheat the oven to 160ºC.
Place the prunes, bicarbonate of soda and boiling water in a bowl and allow to stand for 10 to 15 minutes.
After that time, purée the mixture with an hand held stick blender and set aside.
Place the currants and rum in a saucepan over high heat and stir frequently for 5 to 6 minutes or until plump. Set aside to cool.
Place the butter, vanilla, sugar and orange zest in the bowl of an electric mixer and beat for 10 to 12 minutes or until well combined.
Add the eggs, one at a time, beating well between each addition.
Add the flour, cocoa, cinnamon, allspice, chocolate, the prune mixture and the currant mixture and beat on low speed until combined.
Fold in the quince jelly cubes.
Pour the mixture into a very well greased bundt tin and bake for 1 hour and 5 minutes or until a skewer inserted in the middle of the cake comes out clean.
Invert the cake onto a wire rack and allow to cool in the tin for 15 minutes. Remove the tin and allow to cool completely.
to make the glaze:
Place the quince jelly in a saucepan over medium heat and whisk until it starts to melt. Add the chocolate and whisk to combine.
Bring to the boil and cook, whisking frequently, for 2 to 3 minutes or until well combined and thickened. Allow to cool at room temperature.
Place the cake on a serving plate and pour over the glaze.
Note: My glaze was to thick so I had to blend it in a food processor with a splash of water to make it more spreadable.
__________________


Como podem ler aqui, o tema para a bundtmania deste mês é "frutas outonais e especiarias".
As especiarias não são problema, pois adoro e tenho imensas.
No que diz respeito aos frutos outonais, assim que penso neles, penso logo, pêras, maçãs, diospiros e marmelos.
Marmelos!!! Ora aí está. Meti na cabeça que iria incorporar marmelos neste meu bundt cake.
O problema é que não consegui arranjar marmelos frescos e daí a primeira contrariedade à minha ideia original. Como..., ás vezes... (nem sempre), consigo ser bastante teimosa e como se costuma dizer em Portugal "quem não tem cão, caça com gato", foi o que fiz arranjando uma alternativa para incorporar marmelos no meu bundt.
Tinha cá em casa uma boa quantidade de marmelada caseirinha feita pela minha mãe e foi o que decidi utilizar na parte do tema que à  "fruta outonal" diz respeito.
A receita original do bolo é da última revista da Donna Hay, mas eu deixe-lhe um "twist", incorporando quadradinhos de marmelada na massa.
O resultado final foi magnífico e o bolo uma verdadeira delícia.
ingredientes para o bolo (para 12 a 14 pessoas):
310g ameixas secas sem caroço
1 1/2 colheres cha de bicarbonato de sódio
250ml água a ferver
250g groselhas secas (eu usei uma mistura de passas e arandos secos)
180ml rum
85g manteiga sem sal, à temperatura ambiente
1 colher chá de extracto de baunilha
260g açúcar mascavado
1 1/2 colheres sopa de raspa de laranja
6 ovos
225g farinha de trigo com fermento, peneirada
35g cacau em pó, peneirado
1 1/2 colheres chá de canela em pó
1/2 colher chá de pimenta da Jamaica em pó
150g chocolate preto, derretido
100g marmelada, cortada em cubinhos e envoltos em farinha de trigo
para a cobertura:
300g marmelada,
50g chocolate preto, finamente picado


preparação:
Aquecer o forno a 160ºC e untar muito bem uma forma para bundt.
Colocar as ameixas, o bicarbonato e a água a ferver numa taça e deixar repousar por cerca de 15 minutos. Findo esse tempo, reduzir a mistura a puré, com a ajuda de uma varinha mágica. Reservar.
Num tacho sobre lume alto, colocar as groselhas e o rum e mexer frequentemente por 5 a 6 minutos, ou até as groselhas estarem inchadas e carnudas. Reservar e deixar arrefecer.
Na taça de uma batedeira eléctrica, colocar a manteiga, o açúcar, a baunilha e a raspa da laranja. Bater por cerca de 10 a 12 minutos, ou até tudo estar bem incorporado.
Adicionar os ovos, um de cada vez, batendo bem entre cada adição.
Adicionar a farinha, o cacau, a canela, a pimenta da Jamaica, o chocolate, o puré de ameixas e a mistura das groselhas e bater em velocidade baixa, até tudo estar bem combinado.
Adicionar os cubinhos de marmelada e envolver com uma colher de pau.
Deitar a massa na forma e levar ao forno por cerca de 1 hora e 5 minutos, ou até que um palito inserido no meio do bolo, saia completamente limpo.
Desenformar o bolo sobre uma grelha e deixar a forma por cima. Deixar arrefecer por cerca de 15 minutos com a forma em cima e depois, retirar a forma e deixar arrefecer completamente.
para fazer a cobertura:
Colocar a marmelada num tacho sobre lume médio e mexer frequentemente até a marmelada começar a derreter. Adicionar o chocolate e mexer bem para combinar.
Quando levantar fervura, mexer por 2 ou 3 minutos ou até a mistura estar bem combinada e espessa. Deixar arrefecer à temperatura ambiente.
Colocar o bolo num prato de serviço e decorar com a cobertura.
Nota: A minha cobertura estava muito espessa e tive de a processar no copo de um robot de cozinha, adicionando um bocadinho de água, por forma a adquirir uma consistência mais líquida.

Recipe / Receita: Donna Hay Magazine (Dec. - Jan. 2015).